sexta-feira, 28 de março de 2014

Quase 3.8

Diferenças entre estes e os 3.7:

- Aprendi finalmente que as pessoas são diferentes umas das outras, o que me levou a olhar mais para os meus pontos fortes. 
- Por olhar mais para os meus pontos fortes, estou mais confiante e sinto-me mais bonita. Até tirei uma selfie e tudo há uns dias. 
- Os meus demónios devoram-me bem menos do que antes, e cada vez menos, de ano para ano. Acho que isso acontece porque aprendi que eles são isso mesmo - demónios - e não partes integrantes de mim (podia ter sido mais cedo, mas tudo bem). 

Desafios para os 3.8:

- Perceber que não faz mal sermos OK em duas coisas em vez de brilhar numa delas. Está tudo bem. Seguir sendo uma profissional de confiança, além de mãe, mulher e senhora de mim, tudo em OK. Não faz mal ser-se OK. OK talvez seja o novo bom, quem sabe?  
- Fazer uma reciclagem profissional, já agora. Em tradução, continuo em 1996, é insustentável. 
- Usar menos o computador e o telemóvel e diminuir o FOMO em tudo na vida. Se calhar tenho de deixar de ler a TimeOut, há sempre coisas imperdíveis na TimeOut que acabo por perder e sentir-me na merda. Ou isso, ou começo a levar o Gabriel a todo o lado, mas acho que não, não faz o meu estilo de maternidade. 
- Não ler nenhum, NENHUM livro de dieta. Fodam-se todos os livros de dieta e todos que ganham dinheiro às custas das fragilidades femininas. Só 5% das pessoas que fazem dieta não ganham o peso de volta em dois anos, so why bother. É ir fazendo as modificações possíveis (está a correr bem, essa parte). 


Pronto. Pode vir, dia 31. Estou mais que pronta. 



12 comentários:

Carla R. disse...

Sempre achei isso dos livros de dietas e das revistas femininas : cambada de oportunistas !

Quanto às saidas com a Gabriel, achas mesmo que o meio termo não tem interesse nenhum ?

Melissinha disse...

Já fazemos imensas coisas com ele, Carla, mas não gosto de levá-lo a sair à noite para coisas de adultos. Na verdade, nem tenho do que me queixar, porque já saímos bastante.

(Hoje, por acaso, vou quebrar a regra e levá-lo a ver Charlot ao São Carlos, mas estou com um certo medinho.)

Carla R. disse...

Charlot com orquestra e tudo ! Posso ser tua filha ?!

Melissinha disse...

Dás trabalho para comer? :D

Naná disse...

Abaixo os livros de dieta e os de auto-ajuda. Quem já leu uns quantos de cada não precisa perder mais tempo!

Gosto destas conclusões! Muita sabedoria :)

Ana. disse...

Estás preparadíssima para o 3.8!!
Tão crescidinha, meu deus, estás uma mulher!
E gosto cada vez mais das tuas conclusões. Mesmo.
Abaixo os livros de dietas e os empadões de alface!

gralha disse...

Onde é que se compram desses óculos de ver pontos fortes?
Os 38 são duas miúdas de 19 anos, inseparáveis, que acreditam que tudo está para acontecer mas já não caem nas armadilhas da adolescência.

Melissinha disse...

Ó Gralha, és poeta!

Joanissima disse...

Parece-me tudo tão sábio que me espanta que faças (apenas) 68 e não 70 ou 71.

A mim, a idade (que nunca me assustou) começa a fazer-me tremelicar um bocadinho. Mas isso é por causa de outras coisas. E ler estes teus balanços/planos, dá-me um bocadinho de esperança.

Parabéns, Mel.

Joanissima disse...

38, I meant!!

(ahahahaahahahah, sorry!!)

Melissinha disse...

HAHAHAHAHAHHA!!!!

Amigo Imaginário disse...

É tão bom ver que continuamos a crescer pela vida fora, não é? Parabéns pela mulher em que te estás a tornar, Mel! :)