segunda-feira, 22 de junho de 2015

E agora que estou mais velha...

Eu e o meu pai temos 21 anos de diferença entre nós.
E, se sempre foi pequena, esta diferença esbate-se de ano para ano. Ultimamente, de conversa em conversa. Começam comigo e os meus desesperos urgentes e estapafúrdios, e, se antes as conversas acabavam com ele a fazer-me festinhas, agora já consigo pô-lo de frente com alguns fantasmas dele. E acho isso muito bom.

Espero pelo dia em que seja ele a chegar a mim com um desespero urgente e estapafúrdio para eu resolver.
(Mas duvido, ele é macho demais.)


1 comentário:

Té Lima Pires disse...

Desafio de uma leitora assidua :)
http://manaegemeas.blogspot.pt/2015/06/liebster-award-pela-mao-de-uma-fruta.html