sábado, 5 de setembro de 2009

Voltámos

E adoramos voltar, sempre. :) Somos ratos domésticos.
Os dias fora foram excelentes de várias maneiras. Sem internet nem nada que nos distraísse uns dos outros, fomos família.
Pela primeira vez, eu e o Hugo pensámos: "Que impulso maravilhoso, a decisão de ter o Gabriel". É tudo tão mais bonito, divertido e emocionante agora, com ele sempre entre nós, do que era no ano passado.
É um pouco estranho só agora sentirmos essa plenitude sem dualidades, sem cansaços, sem frustrações. Apenas o prazer de ser feliz e o orgulho de o ter posto no mundo.

7 comentários:

Ginguba disse...

:)
Que lindo!

Ana C. disse...

A isso chama-se a vida num hotel :)
Sinto exactamente o mesmo de cada vez que vamos os 3 para algum lugar. Ficamos compactados naquele espaço arrumado e organizado, sem nada que nos distraia de nós mesmos...

Melissinha disse...

Hahaha lá vem a Ana com a realidade. :P

Melissinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Miguel disse...

E não tens a impressão de já não te lembrares como era a vida antes dele? Ou melhor, de te ser impossível pensar a vida sem ele? A mim acontece-me...

Melissinha disse...

Tenho, Miguel. E, felizmente, era mais chata! A sério que era! Nunca pensei.

Bailarina disse...

gostei tanto de te ler assim...mesmo!por aqui sentimos o mm