quarta-feira, 10 de março de 2010

Pandora Virtual

Tenho um problema terrível em querer coisas. Odeio querer, sinto-me mal. Sou uma desapegada por natureza, não ligo a objectos e desfaço-me deles mal deixem de ser necessários, sem me preocupar com o valor.

Mas queria tanto uma Pandora que dou por mim a ter grandes crises de despeito e inveja de quem tem, coisa própria de quem se sente mal com... ter coisas.

É que ainda por cima acho pindérico. Andar com a nossa vida em berloques a tamborilar no braço? Parece-me parvo.

Mas queria TANTO.

Para aplacar o meu despeito e confusão, vou começar a fazer a minha Pandora virtual.
O meu primeiro pingente é o Gabriel.

19 comentários:

Ana Magana disse...

É isso mesmo! Já sou fã!:D
Sem querer ferir susceptibilidades, essas pulseiras são do mais pindérico que já vi...

Melissinha disse...

Concordo plenamente, vá-se lá entender.

Ana C. disse...

Pindéricas nem mais :)
Será que têm o berloque do primeiro cocó no bacio? Podias ir comprando antecipadamente...
Se algum dia te apanho com uma Pandora real pandoro-te.

Melissinha disse...

Ah, se eu tivesse uma, não usava, era mesmo só para ficar a olhar.

Marina disse...

Então eu sou pindérica ao quadrado, que já vou na segunda. Se gostas, compra! :) www.pandolicasanonimas.blogspot.com

Melissinha disse...

Não tenho dinheiro, faço aqui a minha pandórica!

Ana. disse...

Nunca percebi a intenção, mas o conceito de a minha vida se exprimir em peças (que toda a gente pode ter) basta para me fazer fugir de tal artigo como o diabo da cruz!!

;)

Melissinha disse...

Ó pá eu acho engraçado! Mas não consigo entender. Sou muito complicada.

Melissinha disse...

E depois também tem a outra cena, que é o que acontece à Anacê e os seus bules: as pessoas vêem aquilo e oferecem-me berloques para o resto da vida.
Não dá. Sendo desapegada, não há nada que eu goste tanto quanto uma surpresa embrulhada.

Pekala disse...

também acho o cúmulo da foleirada mas não me importava que me oferecessem uma porque assim podia ir trocar por outra coisa que gostásse.

Melissinha disse...

Ok, o comentário da Pekala foi a coisa mais pragmática que já li na vida.

Precis Almana disse...

Já tens um pingente Gabriel :-) Só que pendurá-lo numa pulseira é capaz de ficar um nadica pesado... [ok, podes dizer que o meu comentário é o mais pateta deste conjunto, mas a esta hora e depois do trabalho que tenho em cima é a única coisa que consigo articular :-p]

Supertatas disse...

AHAHAHAHHAAHAHHA
foda-se

Melissinha disse...

Agora tenho de fazer sentido, queres ver?

Melissinha disse...

Hoje amanheci achando a pindórica machista.

Ana C. disse...

Se pendurares a a pila do teu marido em berloque deixa de ser machista :)
Confesso que o comentário da Tatas foi o mais pertinente de todos.

Melissinha disse...

Ya. Trouxe-me de volta à realidade.

m.a. disse...

eu não me 'pandorava' nem moorttaaa!! LOL abomino! :D

m.a. disse...

e gay com pandoras no pulso?! ahahahaha o meu cabeleireiro tem uma!! ahahahahaha