quinta-feira, 7 de abril de 2011

Curtinhas

- Muitos miúdos do infantário do meu filho tomam lá o pequeno-almoço. O que comem? Fatias de torta dan cake, bolicaos, madalenas de pacote. Não entendo. Ao pequeno-almoço? Really? O meu ainda toma um belíssimo biberon de papa. Viva o biberon e viva a papa.

- Estou francamente preocupada com o nosso futuro financeiro. Somos excelentes a esticar dinheiro, mas não queremos abrir mão da (caríssima) creche do Gabriel. Ele adora aquilo, está muito bem lá, por isso nós também adoramos aquilo e estamos muito bem. Em bom estrangeiro, we'll cross that bridge when we get there.

- Aliás, o nosso nível de preocupação com tudo aumentou exponencialmente com a chegada do Gabriel. Já penso em tratar da dupla nacionalidade dos gajos não por patriotismo, mas para o caso de haver um maremoto e ficarmos sem nada. A perspectiva de ficar sem nada, agora, não tem puto a ver com o que era há dois anos.

- Como já disse há uns tempos, não acho que amor de mãe seja o maior do mundo. Mas o medo de mãe, ah, disso não tenho sombra de dúvida. Não sabia o que era medo a sério antes de ter tido um filho. É outro campeonato de medo.

12 comentários:

manue disse...

podes crer. Eu nunca tive medo de nada, ia e fazia sem pensar duas vezes. Agora....e se? e se?

sofia disse...

É mesmo!
O medo cresce de uma forma avassaladora!
Aparece com as riscas rosas e transforma-se em bicho papão cá dentro a infernizar-nos...

Ana C. disse...

Sim, nem mais.
Medo, angústia, pânico puro.
Sempre fui uma gaja corajosa, sem medo de terramotos. Agora só penso como seria não conseguir protegê-los.

Ana C. disse...

Eh pá, tortas dan cake ao pequeno almoço????
É o que eu digo, preocupam-se imenso com a amamentação e zero com estas merdas.

Melissinha disse...

Anacê, é um escândalo, o que os miúdos andam a comer.

E, caraças, vou mais longe: que merda é essa de putos pequeninos andarem a escolher gomas durante a semana? Gomas, pá! Por Cristo. Miudinhos pequeninos com a boca toda azul e verde de corantes.

(Sim, sim, permissiva por um lado, generala por outro, blablates, blablates)

Melissinha disse...

Eu não proíbo o meu de comer uma goma, quando lhe oferecem. Mas não lhe compro gomas. Quando compramos coisas que lhes fazem mal, estamos a validá-las, né? É.

Sofia e Beatriz disse...

Ai Mel, tanto que eu poderia dizer sobre o pequeno almoço na escola... É que só levam porcarias para comer. Aparecem-me com donuts de chocolate, bolachas xpto, cereais (sem leite)numa tijelinha, pipocas(!)...

E para além do que eles trazem para comer, faz-me especial confusão, o facto de irem para a escola de estomago vazio! Se acontece alguma coisa no trajecto até à escola, as criancinhas focam esganadinhas de fome...

Sou incapaz de levar a minha garota sem comer. Leva sempre o estomago bem aconchegadinho com o se copo de leite e a sua vianinha com fiambre, ou queijo....

Bjoe

Melissinha disse...

PIPOCAS?
Pá.

Sofia disse...

Bolas...esta tua última frase foi um murro de estomâgo. É que é mesmo!
Bjs

gralha disse...

Eu já disse que na creche dos meus dão pizza aos bebés de 1 ano? E nós não podemos mandar comida. E tive de explicar que o meu filho vai continuar a usar biberon até aos 2 anos, pelo menos. Abençoadas creches antiquadas em Portugal.

Claudia Borralho disse...

é mesmo!

Claudia Borralho disse...

gralha: epá vi isso ontem na oprah (sobre o novo programa do jamie oliver nos states) e não queria acreditar, pizza ao pequeno-almoço!
Por aqui ainda não há nada dessas coisas, come tudo em casa! Se bem que no outro dia cheguei à creche e vejo um dos miúdos com um leitor de dvd portátil a ver desenhos! Não queria acreditar, as coisas que alguns pais deixam os miúdos levar para a escola!