quarta-feira, 9 de julho de 2014

A segunda coisa que mais adoraria aprender na vida - sendo que a primeira seria a não controlar a ansiedade a comer - era não deixar que uma merda que acontece de manhã - merdinha de nada, caca, minicocó, caganita de mosca - me inundasse o dia inteiro de energia ruim, fazendo com faça más escolhas e arranje desculpas esfarrapadas que justifiquem um dia deprê na cama.

Adoraria aprender a relativizar e dar a volta por cima mais cedo, a remoer menos.
Porra, os dias de vida que eu haveria de ganhar com isso.

Por causa de merda, merdinha de nada, caca, minicocó, caganita de mosca. De problemas grandes e verdadeiros, saio eu bem.

4 comentários:

gralha disse...

Ontem (a sério que foi ontem!) descobri a pólvora: se escrever sobre o que não me sai da cabeça, sai um bocado da cabeça. Experimenta transcrever a porcaria da merdinha, pode ser que ajude.

Melissinha disse...

Boa ideia. O meu problema é ser oversharer. Vou passar a mandar-vos um mail!

Ana. disse...

Mel, como tu tão bem disseste num mail, não há choradinhos exagerados. Overshare com quem te entende não é mau. A mim faz-me maravilhas!

Mafalda disse...

também sou assim! :-p