quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Curtinha sobre a manhã

O bebé deu uma manhã de cão. Acordou às cinco, choramingou, conversou, riu-se, fez tudo até estarmos bem acordados e o metermos em nossa cama, mesmo no meio dos pais. Adormecemos os dois e o bebé ora vinha para o pé de mim cutucar-me os olhos e belicar-me o nariz ora virava-se para chatear o pai, puxando o cabelo e os lábios. Quando nos virávamos de costas para ele, chorava indignado.
Mesmo assim, derrotados de sono, lá acordamos para o dia, a despachar banhos, biberões, pequenos-almoços, fralda, cocó logo a seguir, outra fralda, lanches, carro estacionado no cu de Judas, etc, nós, que dantes líamos o jornal calmamente todas as manhãs.

Ainda há bocado perguntei ao Hugo se ele queria vir comigo e o bebé ao shopping mais logo, e ele respondeu que sim. Afinal, o que ficaria a fazer sozinho em casa?

Acho incrível como a nossa vida tão revirada pelo avesso, tão caótica e cheia de brinquedos espalhados e biberões sujos, pode preencher-nos tanto emocionalmente e sim, fazer-nos tão felizes. Nós adoramos isto. Adoramos cada bocadinho disto, até cairmos para o lado.

E, quando caímos, ele chega ao pé de nós e enfia-nos o dedo no olho para arrebitarmos e começar tudo outra vez.

9 comentários:

Miguel disse...

Ahhhh, as maravilhas da maternidade!!!

Márcia disse...

Lá por casa também é o mesmo, acresce pontapés e cabeçadas e muita, muita indignação se viramos as costas, aliás puxa-nos para nos virarmos para ele. LOL

Beijos grandes,
Márcia

Eli disse...

revejo-me nesse teu filme... a única coisa é mesmo o MÃEEEE OU PAIIIII se lhe viramos costas... mas em repeat mode...lol

Jinho,
Elisabete

Pekala disse...

só tu pra fazeres este relato e fazer com tudo pareça bonito lol,ainda me lembro de quando era eu no teu lugar e de como tudo me parecia horroroso:D
(inclusive a parte de espetar os dedos nos olhos...e pelo nariz adentro...)

Melissinha disse...

Pekala, não é horroroso, é absolutamente DEMONÍACO!

Ana C. disse...

Espera só até ele começar a beber, fumar ganzas e a pedir-te dinheiro sob a ameaça de te espetar os dedos nos olhos ;)
Muito bom este texto para não variar...

Bailarina disse...

ui, como te entendo...se bem que ele têm dormido bem, mas quando está no meio de nós e eu me viro!ehehe! manhosos, são todos manhosos! beijos

Precis Almana disse...

Não sou mãe, como sabes. Mas lembro-me bem de andar a dormir em pé numas férias de 15 dias das quais prescindi para tomar conta dos meus sobrinhos bebés com 7 meses quando a minha irmã teve de ir trabalhar e ainda não tinha onde os deixar. Foi duro mas adorei cada minuto. Além de ter ido trabalhar - sem férias - a seguir e não ter sentido sequelas da falta de descanso. Também é verdade que eu estava a tomar conta por turnos com a minha mãe, e à noite era ela que acordava. Durante o dia era eu que dava mais no duro...
E aproveita porque é como diz a Anacê: o tempo passa a correr e eles deixam de ser bebés de um dia para o outro (parece mesmo!)

mena disse...

é que é mesmoisto :)