sexta-feira, 28 de setembro de 2012

De uso diário

Gosto de me lembrar deste presente que a Cátia me deu há uns anos não só em períodos que pedem resignação e humildade mas quando estou em paz, também. Imagino que pareça um elogio à passividade a muita gente - mas não a mim.

1. A PESSOA QUE CHEGA É A PESSOA CERTA.
2. O QUE ACONTECE É A ÚNICA COISA QUE PODIA ACONTECER.
3. EM QUALQUER MOMENTO QUE COMECE É O MOMENTO CORRETO.
4. QUANDO TERMINA, TERMINA.  



3 comentários:

ouvirdizer disse...

Não é apelo á resignação é colocar na prática uma coisa que toda a gente diz - pelos menos dizia quando saiu o filme - "Carpe Diem". Toda a gente dizia/diz que é o seu lema de vida mas, acredito, poucos sabem como fazê-lo!

Naná disse...

Não se trata de resignação, mas sim de aceitação da realidade.
Resignação implica recusa e alguma negligência, imobilismo.
Aceitação implica compreensão, alternativas e esperança na mudança. Aceitar é também aprender!

Ana C. disse...

Gosto muito disto. Vou começar a entoar como mantra.