quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Três coisas boas

 - O meu irmão voltou da sua viagem de cinco semanas pelos quatro cantos da Europa. Gastou menos de 100 eur da sua conta. O resto, foi ganhando e trocando pelo caminho. Music for couch, music for food. Fico feliz, pois ele é mais livre do que todo mundo que eu conheço.

- Achados da última ida a Cascais, em dia de feira de velharias: duas Magalis, duas Mônicas, oito bilhetes pré-comprados de carrossel.

- Tinha uma resolução antiga de cumprimentar todo mundo que se cruzasse comigo com um bom dia ou boa tarde, mas comecei a parecer maluquinha. Então, há umas semanas, fiz uma adaptação e passei a cumprimentar apenas as pessoas que normalmente são invisíveis: senhoras das limpezas, o homem que varre a rua, os condutores dos transportes. Agora tenho menos gente a achar-me maluquinha.

- quarta coisa boa: o meu Buchas Bucholadas faz hoje três anos e sete meses. Tenho saudades do bebé, mas estou apaixonada pelo moleque. 

6 comentários:

Naná disse...

Adorei a última coisa boa, não menosprezando as anteriores!

Sempre, mas sempre cumprimentei as senhoras da limpeza! Acho que é algo de civilidade que faz falta a muita gente, porque afinal elas limpam algo que eu sujo!

disse...

Ponto três: eu com tantos "problemas" em explicar o porquê de chegar ao pé de ti e cumprimentar-te.
Não era preciso e tua ias achar que eu era outra maluquinha como tu :)))

Parabéns! Crescem bem rápido...

Bj

ouvirdizer disse...

Todas muito boas, mesmo!
Da 3.ª: outro dia entrevistei um senhor cuja grande característica é essa mesmo, cumprimenta toda a gente. Não acreditas que uma colega minha de liceu, que é de uma cidade vizinha, e que veio trabalhar para cá há coisa de 1 ano sem conhecer ninguém, me enviou um e-mail a dizer que aquele senhor foi a 1.ª pessoa a fazê-la sentir-se bem-vinda á terra, porque a cumprimentava sempre que a via... Fiquei tão sensibilizada, coisas que parecem tão mínimas e que acabam por fazer tanta diferença!
É uma boa resolução, sim senhora. Eu também devo ter ares de maluquinha, mas sempre fui assim.

disse...

Melissa, deixa-me utilizar este teu espaço para cumprimentar a Vera.

Vera, como estás?
Espero que tenhas encontrado a pessoa a que te referias quando me confundiste com ela. Tentei dizer-te isto mesmo...que era engano, mas não consegui comentar no teu blogue.
De qualquer das maneiras, e não sendo eu quem tu pensavas que eu era, obrigada pela tua visita.
Um beijinho

Mafalda disse...

eu faço questão de falar sempre com as senhoras da limpeza , precisamente por isso mesmo, por serem "invisíveis" e por toda a gente achar que quase não são pessoas, são "coisas".

ouvirdizer disse...

Olá Té!

Ainda não fui rever a gravação para ver com quem te troquei...

Volta e meio vou visitar-te, às vezes não há é tempo para comentar(estive para o fazer outro dia quando falaste de deixar de fumar, ai,ai)!
Beijinhos