quinta-feira, 20 de maio de 2010

Nova rubrica: Melissa, deixa de ser boazinha e põe tudo cá para fora

Ep. Piloto: ORGULHO E PRECONCEITO

Não me dou com famílias que tratam os filhos por você.
Não quero cá misturas.

(será que vou perder alguma leitora hoje? Hum?)

24 comentários:

Ana C. disse...

Perde-me a mim sua vaca.

Rita disse...

Tenho várias amigas que o fazem e aquilo soa-me sempre a estranho...

Julia disse...

ih, essa já foi lusa demais para mim. Obviamente, trato minhas filhas por você.

Melissinha disse...

Julia, tava à tua espera :)
O você cá equivale a tratares as tuas filhas por "senhoritas". Mas a sério.

Melissinha disse...

Hoje estava o Gabriel a brincar com uma criança-terceira-pessoa no parque, de meias brancas e jardineiras. O meu filho, como sempre, coberto de relva, todo cagado, mas, simpatissíssimo, oferecia da sua também cagada garrafinha água à criança.
Eu - "Gabriel, deixa estar a menina"
Mãe - "O Diogo não é menina, pois não, Diogo? O menino quer água? Não beba a... água... do bebé, Diogo, não, não.A mãe traz água ao menino."

Ana C. disse...

ahahahaha mas meia branca é muito mau Melissa não é de menino de bem.
O meu comentário foi um bocado idiota, mas dá-me muito gozo ver o pessoal que se trata por você insultar-se :)

Melissinha disse...

A menina vá se beeeep, ouviu?

gralha disse...

Vá lá... Conheço tanta boa gente - mas boa mesmo, querida, generosa e simples, como os meus pais - que o faz. São educações diferentes, é tudo (excepto quando é gente armada aos cágados). Não descrimines à partida um ser humano que desconheces.
Já agora, eu trato os meus filhos por tu.

Melissinha disse...

Gralha, é mais forte do que eu. Sei que há uma ínfima percentagem que o faz por terem sido educados noutro tempo ou sei lá - mas não tenho a menor dúvida que a esmagadora maioria procura uma marca de classe e, nem de longe, o tratamento de crianças na terceira pessoa é a única coisa que têm em comum.

Odeio. Rejeito. Nem dá para dar a volta. É um preconceito social fortíssimo.

Bailarina disse...

o que eu me ri contigo! nós adoramos uma praia cheia desses meninos, este verão vou amar as conversas entre o meu petiz birrente e esses meninos finissimos!

sofia disse...

Eh pá! se assim fosse deixava já de falar com uma tia e primas
(o mais curiosos é que foram as garotas que começaram o você e os pais passaram tb a tratá-las por você!)

Melissinha disse...

Se o Gabriel me aparecer com essa prosopopeia cá em casa vai levar tanto carolo, mas tanto carolo.

E deixo de lhe falar.

Sofia disse...

LOL
Haja alguém que apresente os filhos à mãe, se faz favor!
Bjinhos

mm disse...

É estranho quando é um bébé, sem dúvida, mas, pessoalmente, faz-me ainda mais confusão quando tratam os seus animais de estimação por você.

Ana C. disse...

ahahahaha para a mm!!! Snoppy venha cá à mãe seu fofo, porque é que cagou o chão todo ãh seu tolo?

Penso que a geração pré 25 de Abril, mais austera e conservadora, tratava quase sempre os filhos por você...
Hoje em dia faz-me uma certa confusão ver pessoas da nossa geração fazê-lo. Não faz sentido. Então quando é por cagadorismo só me apetece tratar os putos por Men.
Mas pior ainda é quando marido e mulher se tratam por você...

m.a. disse...

Melissa, eu sofro igualmente do mesmo preconceito social que tu! Não suporto!
E marido e mulher tratarem-se por 'você'? ... se não têm intimidade suficiente nem com os filhos e o marido (ou mulher) para tratarem por 'tu', dá-me a sensação de que não têm com ninguém.
Acho, simplesmente, horrível, mesmo que seja uma simples questão de educação. Não me parece normal.

Melissinha disse...

Tive uma vizinha famosa cujo nome começava por El e terminava por saraposo que tratava a cadela por você. Muito bom.
Mas dos males o menor, vindo daquela casa.

gralha disse...

Eu trato o meu cão por tu mas quando tinha hamsters não havia cá essas intimidades.

Melissinha disse...

Eu trato o meu Eu Lírico pela 3a pessoa omissa.

Precis Almana disse...

Eia, foste vizinha da Saraposo? Fartaste-te de rir durante esse tempo, não?

Pekala disse...

Ó-MY-GOD!!!!se foste vizinha da dita tens que contar TUDO!!!!!!!

Melissinha disse...

hahaha suas feiosas.

Tana disse...

Melissa
sofro do mesmo mal... preconceito ou não... eu não consigo, dá-me urticárias e vómitos! É isso e fundamentalismos de vegetarianos!

Miguel disse...

A Elsaraposo é tão porca como parece?