domingo, 9 de maio de 2010

Amor de mulher

Tenho um irmão destrambelhado, um filho cheio de sentido de humor, um marido lindo e um pai multitarefas. Enchem-me as medidas, todos.
Mas não tenho mulheres no meu dia-a-dia. Mamãe morreu, não tenho irmãs. E mãe e irmã são diferentes de amigas - que eu, como todos sabem, tenho as melhores.
Mas hoje, num provador de uma loja, tive irmã. E, ao perceber isso, chorei abertamente. E choro ainda.
(Se fosse contar o porquê, nunca mais pararia de escrever, seria um desabafo, e estou a tentar frear os desabafos.)
Mas tive irmã, e soube-me a mãe, e soube-me a choque, e chorei, e choro.
(Um feliz dia da Mãe brasileiro a todas.)

2 comentários:

LaranjaLimão disse...

Tu e a Ana Cê, devem ter feito panelinha para me fazerem chorar. Bardamerda pra vocês as duas! Mas vocês não sabem que eu estou num estado em que choro por tudo e por nada? Parem lá de escrever estas coisas, por favor!

Tenho vontade de te dar um beijinho no coração :)

Bia Azevedo disse...

encontrei seu blog por acaso, cliquei no botao "proximo blog" da barra de ferramentas do blogger e já vi que vc é das que escrevem bem. sou mae também, os sentimentos divididos sao muito intensos mesmo. visite meu blog.