quinta-feira, 20 de maio de 2010

sobre o que não cabe cá dentro, saindo para fora

No meio de um trabalho chato, a mente vagueia, e assim, por nada, a minha foi parar à primeira ecografia do Gabriel - que originou este blog - e o som do seu coração. Passei imediatamente para a carinha dele agora, e tive de correr para a casa de banho da biblioteca para chorar.

10 comentários:

Ana C. disse...

Com este título e saltando logo para o último parágrafo eu diria que era um post sobre cocó.
Eu avisei que o tempo passa muito, muito, muito depressa e quando nos apercebemos disso cai-nos o mundo em cima.

want a miracle disse...

então, chorar de emoção?
bolas, é mesmo rápido né? É por isso que o meu anda sempre pendurado em mim e assim vai continuar até que não "me" queira mais. Que os anjinhos nos ajudem a sobreviver ao caos financeiro que esta decisão acarreta. beijinhos

want a miracle disse...

já agora, acho indecente o mundo dito civilizado ter evoluído de forma a que os bebés são completamente excluídos do dia-a-dia dos seus pais. As crianças deviam ser bem vindas no nosso mundo, as coisas deviam estar organizadas de forma a contemplarem as nossas crianças Mas afinal de quem é a culpa disto estar como está? quero um culpado a "abater"!

Melissinha disse...

Não foi de saudades, foi de "we've come a long long way together". Não o conhecia naquele momento e o amei intensamente até ele nascer. Depois foi o choque da realidade, a perda das ilusões, voltei ao zero e comecei o caminho outra vez. E agora amo-o como o amei naquele primeiro dia, com a diferença de que ele agora não é um sonho tornado realidade, é uma pessoínha concreta e familiar.

Melissinha disse...

Cátia, lê, por favor, My Ishmael, do Daniel Quinn. É o terceiro duma trilogia, mas dá para ler sozinho (melhor seria depois dos outros dois, mas este é especificamente sobre a educação)
(Há o pdf em português, devidamente autorizado pela editora)

want a miracle disse...

era abuso eu pedir-tos emprestados? prometo que o puto não lhes arranca páginas.

Melissinha disse...

Os de papel entraram, por engano, numa das minhas fúrias de decluttering e nunca mais os vi - cá em Portugal só editaram dois. Vou ver dos links dos PDF e ponho aqui.

O melhor de todos, para mim, está fora da trilogia: chama-se Para Além da Civilização, e são pequenos ensaios sobre outras formas de viver aqui, nesta sociedade, mas com as nossas próprias regras.

Muuuuuuuito bom.

Melissinha disse...

Olha que mimo, para todos!

http://areatails.freevar.com/phpBB3/viewtopic.php?f=25&t=15

Vale muito a pena. Sou uma pessoa muito mais feliz depois de os ler.

want a miracle disse...

merci, já cá estão

sofia disse...

A AnaC já disse tudo: "o tempo passa muito, muito, muito depressa e quando nos apercebemos disso cai-nos o mundo em cima."
A mim isso acontece-me frequentemente
Melissinha, vou ler tb. Obrigada :)