quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Amizade e cenas

Eu e a Ana Casaca somos grandes amigas. Somos mulheres diferentes, no entanto: a Ana Casaca, embora desconfie que não seja esta a imagem que ela tem dela própria, é uma tipa incrivelmente nos eixos, centrada, tradicional. Eu sou caótica em tudo na minha vida. Dito isto, eu não perco, nem nunca perderei, uma oportunidade de gozar com a coleção de bules dela. E imagino que ela espere ansiosamente por cada Natal para ver em que ramo da minha árvore pendurei TODOS os meus enfeites (que ela me deu - nunca comprei um enfeite de Natal). Gozo com as paneleirices dela, ela goza com os meus desastres.

Mas.

No dia em que me virem veladamente a desdenhar de coisas que, para ela, são preciosas, no dia em que me virem destilar veneno assim meio que sem querer, meio que escapadinho, meio que "ups!"... No dia em que notarem coisas estranhas no meu discurso e comportamento, não me desculpem, não desculpem a minha falta de rumo: corram mas é a avisar a Ana Casaca que me tornei perigosa, volátil. Que comprometi a nossa amizade. Se ela se recusar a vê-lo, ou por padrões baixos ou por ingenuidade - e falo das duas ingenuidades possíveis aqui, a ingenuidade de achar que não andarei a querer-lhe mal ou a ingenuidade de achar que não lhe posso fazer mal com o meu desdém -, deem-lhe dois estalos por mim, pela amiga que posso ter sido um dia.

A amiga não "pica". A amiga não manda farpas. A amiga torce. A amiga celebra o nosso lado melhor. Sobretudo, a amiga não inveja. Quando passei por algo do género há uns largos tempos, foi a própria Casaca que me disse: " Foda-se, Melissa, as amigas não competem". E é verdade.

9 comentários:

Naná disse...

Foda-se, é isso mesmo! As amigas não competem!

Ana. disse...

Convenhamos que as tuas árvores de Natal são de fato um desastre!!!!
;)

Ana C. disse...

Eu já estou farta da merda dos bules, parem de me oferecer bules. Eu nem gosto assim tanto de chá.

Ana C. disse...

Mas sim, existem farpas tão grosseiras que só não vê quem está cego. E as farpas são perfeitamente dispensáveis, principalmente entre amigos.

Ana. disse...

As farpas são tanto mais grosseiras quanto mais encapotadas, sabes? Porque entre amigos, nada devia ser encapotado.

MVE disse...

Gostei imenso deste post... como de muitosa outros... a sua grande maioria... mas este... é tão, mas tão verdade!!!!!!
Obrigada por mais um momento de introspecção e análise! :)

Naná disse...

Mas não são só as farpas... as omissões e algumas actos conseguem ser tanto ou mais perniciosos numa amizade, como qualquer farpa, por mais subtil que seja

gralha disse...

Tudo verdade.

Mas tenho alguns problemas em meter a colher entre mulher e mulher. É pá, não sei.

Melissinha disse...

Eu tambem tenho problemas,dai escrever posts!