terça-feira, 22 de outubro de 2013

Curtíssima desabafatória

Ando numa apatia parva em relação ao trabalho. Ah, Melissinha, dizem vocês, isso é porque não fazes o que gostas. Não, senhores. Devo estar entre as 0,01% de pessoas no mundo que faz exatamente aquilo que escolheu fazer. No entanto, ando a dormir pelos cantos, desmotivada sei lá pelo quê, sem motivo nenhum. Zero.

Depois vejo amigos desempregados no FB e dá-me um nó na alma. Como dizia o Calvin (outra vez do Calvin & Hobbes, e não o reformista), não há mal que não piore com a culpa. Então sinto-me ensonada e culpada. E pior.

Deus, por favor, não me leves a mal. Não me castigues. 

5 comentários:

'O DIÁRIO' por Mãe Solteira disse...

Toma lá um abracinho que neste momento é tudo o que sinto poder fazer por ti

gralha disse...

Amen (e o mesmo por aqui...)

Ana C. disse...

Quem gosta do que faz não está proibido de passar por fases de apatia. Vai passar, Melissa.

Ana. disse...

Vou assinar por baixo, Mel, vou mesmo... Sinto tudo isso, até o medo de ser castigada pela divina providência por me queixar de fazer o que gosto...
Nós somos umas aves raras (ou não!...)
:)

Naná disse...

Faz um intervalo. Às vezes também faz falta :)