quarta-feira, 3 de abril de 2013

A avó Angelita

A minha avó paterna morreu no dia em que fez 33 anos - 3 de abril. Faria anos um dia depois do meu pai, dois antes da filha mais velha, uma semana depois de mim, seria uma festança na família.

 Não sei nada dela, além de que tocava piano e que adorava cinema - fugia pela janela para ir ao cinema. Sei que adorava pão com manteiga e tinha as ancas largas que todas nós, Lyra, temos. Era mais alta do que o meu avô (nada difícil). Nas fotos de casamento, as únicas que conheço, está um ou dois degraus abaixo do noivo.

A minha avó, mais nova do que eu, a menina avó que sorria da sala de jantar, vestida de noiva, para todos nós. A moça-avó tão amada, a avó cristalizada em menina. Só virtudes, só amor. Um fim trágico a dar-lhe uma aura de "intocabilidade". Ninguém chegou a conhecer-lhe os defeitos, ou ninguém se lembra deles, quase 60 anos depois. Ainda bem, mais sobra de avó perfeita para mim.

Há uma canção do Jovanotti, acho eu, que diz "bela como uma fotografia da minha avó em jovem", algo assim. Acho uma comparação lindíssima, nunca vi em mais nenhum outro lugar. As nossas avós são sempre lindas naquelas fotos de cabelo armado, ombro ligeiramente de lado, cabeça inclinada, dois dedos de pó de arroz. São sempre estrelas de filmes clássicos de Hollywood.

5 comentários:

Naná disse...

Podes crer!
A minha é uma heroína mesmo, só por dado o golpe do baú ao casar pobre aos 21 anos com um velho rico de 78 anos.
E parece mesmo uma estrela dos filmes mudos de Hollywood, sentada com o seu cabelo arranjado e uma estola a cobrir os ombros!

A diferença é que ainda se lhe apontam os defeitos, porque dizem quer os herdei a todos...

gralha disse...

Eu também tenho uma avó assim mas ainda mais.

(piscadela de olho para a Cê!)

Melissinha disse...

Vá, gralha, conta lá, vá... :P

Melissinha disse...

Naná, AMO golpes do baú. Hás-de escrever sobre a tua avó um dia, para lhe restaurares o prestígio! Golpe do baú não é coisa para qualquer um.

Naná disse...

Já escrevi em tempos...

http://arrifanasea.blogspot.pt/2011/05/alzira.html