segunda-feira, 30 de julho de 2012

Sentimentos fake

Odeio músicos que ainda acham que, para terem alguma validação artística, é preciso compor em inglês. Nunca entendi bem a opção - arte é sentimento, e nós sentimos na nossa língua materna. Será que essa gente toda é bilingue? Duvido um bocadinho. Isso para não falar que, sentindo noutra língua, esses compositores parecem nunca sair dos cinco anos de idade (I'm Ok, I'm alright.../I cry every day I cry every night...) 
Então quando enfiam lá uns sotaquezinhos jamaicanos, sulistas e outros, meu Deus, dá-me uma vontade doida de desatar aos murros ao rádio do carro. Que triste, que imperialista, que básico, que feio, e sim, também vale para o todo-poderoso David Fonseca, que eu adoraria ouvir cantar em tuga uma vez que fosse.

Faz-me lembrar Língua, de Caetano, que diz "está provado que só é possível filosofar em alemão".

3 comentários:

Naná disse...

Cada vez mais tenho essa opinião!
Quanto ao David Fonseca, já o ouvi cantar em tuguês uma cover e é tão mais interessante!

Ginguba disse...

O sotaque do David Fonseca faz-me imediatamente lembrar o cozinheiro sueco dos marretas...

Melissinha disse...

hahahahaha