sexta-feira, 3 de maio de 2013

Eu, a velhota apreensiva

E agora que há Pingos Doces e Continentes em cada esquina, acham que os miúdos no liceu ainda comem na cantina?
É vê-los cá fora a enfardar cheetos e gomas. 
O Pingo Doce ao pé de mim (mesmo ao lado de um liceu) chega ao cúmulo de ter, à hora do almoço, uma bancada com fatias de pizza e cachorros já prontos ao preço da chuva.

Assim é difícil, caraças.

Meu Deus, como eu odeio o Pingo Doce por uns cinco motivos diferentes. Mas sim, ainda lá vou. 

3 comentários:

Mafalda disse...

ai Melissa, estou contigo. Também odeio o Pingo Docce, mas continuo a ter de recorrer a ele... (e odeio isso) :-P

Melissinha disse...

Pá, mas será que precisamos mesmo de supermercados a cada 30 metros? Não passávamos bem com os Jumbos e Continentes no cu de Judas?

gralha disse...

O meu conceito de luxo é poder ir a pé a todo o lado, do que é essencial. Ainda assim, não compreendo para que é que tenho 3 supermercados a 3 minutos a pé de casa. Já para não falar nas dezenas de cafés. Ou, por outra, compreendo: dá jeito ao Jeronimos & Friends e é a única actividade social das muitas velhinhas do meu bairro. Como mudar isso?