quinta-feira, 23 de maio de 2013

This is Water

Ela tem 30 e muitos, pode ter muito mais - ou muito menos, se considerarmos o efeito de coisas ruins na compleição. Digo ela, mas passei uns bons minutos a perceber que era mesmo uma mulher. Calças de ganga muito apertadas, deixando mais do que propositadamente metade do rabo de fora, com uma tanga de renda preta. Todos que passam por ela olham com algum nojo para aquilo, eu também. Unhas roídas e com verniz descascado, olhos muito pintados de preto, cabelo descolorido a água oxigenada. Passou a hora a que tinha direito de Internet de olhos postos no monitor, digitando praticamente nada, sorrindo nada. Só um ar de muita atenção séria.

Quando o tempo de Internet se esgotou, levantou-se, endireitou as calças e saiu.

Quero mesmo apanhar-me antes do susto, antes do nojo instantâneo. Quero aprender a apanhar-me naquele instante antes e ver as dores dela, aquela mulher que quer tanto ser amada, tão desesperadamente a dizê-lo em tão bom volume. Quero escolher pensar, como disse David Foster Wallace no tal discurso inaugural  aos putos da universidade XPTO.

Queria tanto amá-la antes de a detestar. Mas é difícil, caraças.
É um projeto para a vida toda.


5 comentários:

a palavra que me definiria aqui. disse...

gostava tanto de saber o que pensaste da rapariga que foi ao lançamento do livro da Ana e até ganhou uns prémios! estas descrições são priceless

Melissinha disse...

Essa não mostrou o rabo, é bem mais fácil gostar dela :)

a palavra que me definiria aqui. disse...

mas agora que sei o quanto analisas, gostava mesmo de saber (é um capricho que partilho aqui porque tenho noção que não nos fica na memória).

PS: ouvi-vos cochichar "olha, foi esta!" hehe

PPS: reconheci-te logo lá (já não me lembro se te tinha visto uma foto do fb mas já te conhecia o rosto)

Melissinha disse...

Eh pá, não me lembro de nada disso :D
Só me lembro de ti mesmo no Dia F. E sim, claro que analisei, porque analiso até as pedras da calçada automaticamente! Não quer dizer que seja esperta ou vidente ou sensível, só que sou a rainha da introversão, como diz a dona gralha.

Acho que és uma moça sólida e no bom caminho. E passei a ter um carinho muito natural por ti. Fazes-me lembrar muito outra moça que conheci há uns tempos :)

E claro que me reconheceste logo, sou a bola colorida. Sempre. Mesmo quando aponto para a discrição.

Melissinha disse...

*Introspeção.