sexta-feira, 15 de julho de 2011

Sofrimento

Há quem pene para os pôr a dormir, a comer, a tirar fraldas, a partilhar, a portar-se bem genericamente, a ficar na creche, a isto, a aquilo, a aqueloutro.

Cá penamos, todos os dias, TODO O SANTO DIA, para fazer com que o Gabriel arrume os brinquedos. Todos os dias é o mesmo drama: balde de legos esparramados no chão, seguidos de, horas mais tarde - eu adio o drama o máximo possível - muito, muito tempo de gritos, berros, palmadas e todo o tipo de reprimenda. Ele manda-se para o chão, dança, corre, ri-se, chora, berra, mas só a muito custo apanha uma ou outra peça.

E horrível e podem gozar-me à vontade, mas é algo que me leva às lágrimas: porque até aqui temos conseguido tudo que queremos dele nas calmas, até aparecer este cavalo de batalha que nos leva a todos à loucura e à violência - sim, usei a palavra "violência", porque tau-tau para mim só serve para descarregar a frustração dos pais e não tem qualquer efeito pedagógico: ele arruma as coisas tanto com tau-tau quanto sem tau-tau, a diferença é com tau-tau ele berra e eu sinto-me na merda. Em tempo: é das raras opiniões fixas que tenho, tau-tau é inútil e serve para ensinar cachorros, não pessoas. Nem discuto isso.

E nisto, ele acaba de despejar mais um balde de brinquedos.
Mais um balde.

Tirar os baldes do alcance dele também está fora de questão, porque não quero contornar o problema, quero resolvê-lo.

Estou francamente a desesperar com isto.

24 comentários:

Marina disse...

Quando o meu não queria apanhar eu dizia "ai não apanhas? então apanho eu e ponho tudo no lixo". Quando ele me via de pá e vassoura na mão é que era correr a apanhar tudo! :D Agora já arruma na boa.

Melissinha disse...

Eh pá, acho que o meu ainda não entende essa do lixo e, se entender, se bem o conheço, esperneia mas não apanha. Mas vou tentar!

Hoje consegui que arrumasse prometendo uma brincadeira no fim.

Supertatas disse...

repara, se não entende o lixo, tb não entende o arrumar, né?

Maria João disse...

Hmm, talvez estejas a dar importância demais ao assunto, não? É que as birras só acontecem porque há espectadores e acho que ele já percebeu que a questão do arrumar os brinquedos é a oportunidade excelente que ele tem para se afirmar. Tenta lhe mostrar que é um assunto que não te incomoda e que não te enerva e tenta levar a coisa a bem. Sim, sei que falar é mt bonito...Qt à palmada sou exactamente da tua opinião, mas tb as dou. Enfim!

Melissinha disse...

Tatas: ele entende o que é lixo, obviamente, mas duvido que entenda aquilo como um fim definitivo para brinquedos. E arrumar, ele sabe há muito tempo porque arruma os brinquedos no infantário. Não acho que as duas coisas (arrumar/lixo) estejam ligadas para ele como estão para nós ou para uma criança mais velha. Num próximo episódio do drama, tento, mas duvido mesmo.

Maria João: sim, estou a dar uma importância monstruosa ao assunto porque é a nossa primeira dificuldade: sim, tivemos dificuldades com a comida e o sono, mas foram coisas nas quais escolhemos não interferir e foram ao sítio sozinhas, já isto precisa mesmo de mão e está a ser THE BITCH. Hoje foi melhor do que ontem. A ver.

Seria mais fácil se o puto desse trabalho para tudo e mais alguma coisa, mas não dá, é mesmo um gajinho fácil.

Melissinha disse...

Sobre os espectadores: bem podemos sair do quarto, ele fica lá o tempo que for preciso :)
Pá, é uma merda, pronto.

Melissinha disse...

O Hugo, com o seu habitual pragmatismo, perguntou-me: Melissa, tiramos 15 minutos por dia para este braço de ferro, pronto. Em 15 minutos, ele arruma de uma maneira ou de outra.

Vou cronometrar o próximo, porque tenho a certeza de que foram mais do que 15 minutos. Foi para aí 50. Ou mais.

(Uma coisa que me esqueci de dizer é que dantes ele arrumava os brinquedos sem problemas. Este é um piti recente).

Ana C. disse...

Ele é muito pequeno, Melissão. Tens que assumir a cena como uma brincadeira. Arrumar não é divertido, mas há formas de o tornar divertido. Eu, com os legos, fazia muito com a Alice o atirar de longe os legos para o balde :)
A partir dos 3 começas a preocupar-te mais a sério.
Divide os brinquedos por caixas com autocolantes. Podes até tirar fotos dos brinquedos que vão para a caixa x e y e colares nas caixas.
Tenta que seja uma cena lúdica. Isso, ou caga e espera.

Melissinha disse...

"Divide os brinquedos por caixas com autocolantes. Podes até tirar fotos dos brinquedos que vão para a caixa x e y e colares nas caixas".


Ok, tás a falar de mim :D Lembras-te? Moi.

Gostei da dica, mesmo. Gostei.

gralha disse...

E vocês, pais, são arrumados? Alguma vez lhe pediste para te ajudar a arrumar alguma coisa da casa (como o copo de plástico, o pacote dos guardanapos, whatever)? É que os meus sempre me viram a arrumar tudo e acho que lhes peguei o bicho da arrumação. Infelizmente, também peguei o bicho da falta de apetite ao Diogo, que isto não podia ser o paraíso. Quem me dera que as minhas lutas fossem com os legos e não com cada uma das 5 refeições do dia...

Melissinha disse...

Nope, não somos, Gralha, e nem sequer lhe exijo iniciativa para já (eu não tenho iniciativa nenhuma). Quero é que ele obedeça, só.
Lá chegarei.

Hmmm vou começar a incluí-lo nas arrumações de um modo geral, boa ideia.

Ana C. disse...

Melissa, a solução é passares tu a ser arrumada :)
Ele herdou a tua preguiça doméstica, a gralha tem razão.

Melissinha disse...

Não há um único problema na maternidade que não desemboque em culpa!

Irina A. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Irina A. disse...

Existem uma série de comandos que as crianças desenvolvem a partir dos 3 anos. Os 3 anos são a idade do "entendimento", até lá tudo aquilo que lhes possas pedir eles entendem como uma ordem e não como uma tarefa.
A arrumação é um desses comandos.

Todos os dias tenta arrumar os brinquedos com ele, sem pressões, sem dramas e sem zangas, e espera pelo dia em que ele vai entender o significado das palavras "arrumação/tarefa/responsabilidade", ainda não chegou a hora dele por isso leva a cena com calma.

Como sabes eu não sou uma entendida em bebés, tenho alturas que nem a minha entendo. Durante a gravidez li um artigo algures no "De mãe para mãe" sobre este assunto de que te queixas e opinião que aqui te deixo e que considero válida, foi por outras palavras mais técnicas, a explicação que o psicólogo deu à mãe que se queixava de um problema semelhante ao teu. Mas uma coisa eu fixei,"arrumação/tarefa/responsabilidade"são comandos que só se desenvolvem a 100% depois dos 3 anos, até lá vai treinando a coisa com ele.

gralha disse...

Culpa, culpa, culpa, sempre.
Eu tenho desculpa porque o meu primeiro nasceu por acidente :D

Julia disse...

Estou com a Ana C. e a Irina - ele eh muito novo ainda. Deve arrumar no infantario pq lah khe parece brincadeira, junto com os outros. Aqui ainda estao longe dos 3 e o entendimento tb parece estar soh despontando - alguns dias arrumam, outros nao, e eu tb nao insisto demais. Em geral, so faço uma sessao, antes do banho. E fazem pq eh divertido, pq todas as coisas q sao obrigacao ainda fazem so a contragosto (pentear, vestir...)

Melissinha disse...

Adoro estes posts :) Obrigada, mulheres!

(Porque é que nunca aparece nenhum gajo, hein?)

manue disse...

é pá fiquei surprendida com este post "stressadinha" ;). Eu não ligo muito, às vezes arruma, outras vezes não, mas muitas vezes eu mando o para a cama e nem me lembro que falta arrumar os brinquedos..ou seja eu é que não ponho pressão nenhuma porque sou distraída

Melissinha disse...

Já tá resolvido!

want a miracle disse...

oh mulher, não és tu que escreves sempre sobre o quanto és desarrumada? e então? eras mais feliz se tivesses os teus "legos" todos arrumadinhos?

want a miracle disse...

eu não vou ter coragem de pedir ao meu que arrume nada. já vai ser um pau se ele encontrar espaço onde espalhar os seus tarecos

Melissinha disse...

Era INFINITAMENTE mais feliz SEM legos.

Sofia disse...

Provavelmente já não vou a tempo, mas o meu só arruma quando há uma "cenourinha à frente". Se estivermos para ir a algum lado, ele arruma. Se for a nosso pedido, esquece lá isso...
Eu tento mostrar-lhe por A+B que tem de arrumar os brinquedos, pois esse é o nosso papel de pais, mas já sei que vou falhar uns milhões de vezes...até ele ser adulto, possivelmente, LOL
Bjs