terça-feira, 24 de abril de 2012

Confissões desta sub-urbe, a primeira

Bebo sempre um cafezinho no Manel quando volto do infantário, por mais atrasada que esteja. Engulo o café e vou-me embora. Está lá sempre uma senhora com cara de peido a ler o jornal do café com toda a calma do mundo.

É raro, mas às vezes chego ao Manel aí um minuto antes da cara de peido. E lá está o Correio da Manhã, novinho, intocado. Aí sento-me. E abro-o, por mais atrasada que esteja.

E é quando a gaja chega. E senta-se ao meu lado, dizendo, com os olhos, que eu quebrei uma ordem universal superior ao pegar no jornal antes dela. Bufa. Diz à amiga que já está atrasada. Que vai perder a camioneta. Bufa.

Olho para o relógio do Bom Dia Portugal. Já devia ter começado a trabalhar há uma boa meia hora, o jornal não traz nada de jeito, mas caramba, a cara de peido bufa impaciente ao meu lado. E assim, com cara de yoga, bebo o café às gotas e leio os anúncios classificados. Um a um. O trabalho pode esperar, pois claro que pode.

8 comentários:

Rita disse...

Eheheheheh fantástico :)

Té F. disse...

:)))
Nos dias em que lá chegas e ela já lá está, faço ideia, até bate palmas mentalmente "toma toma!!! fui a 1ª!"

Naná disse...

E sabe tão bem ler os classificados, um a um... só para a pirraça!

Cleia disse...

Deixo o meu oi, a minha admiração pelo blog e sobre este post digo:

lindo! sabe tãão bem baralhar as voltas às manientas desta vida:)

Carla disse...

chevere, bom dia

Irina A. disse...

AHAHAHAHAH ÉS UMA CABRA.

Ana C. disse...

foder uma cara de peido por dia dá saúde e alegria :)

Mafalda disse...

ahahaha amei!!