quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Crónicas do Encolhimento - SOS

Ando com uma fome abismal, que me dá uma neura abismal, o que aumenta a fome abismal, o que é horrível, porque não quero cá neuras, quero é liberdade das neuras com comida e com peso.

AJUDEM-ME!

Morro de medo de que esta fome abismal seja um regresso sem regresso (passe a expressão) aos antigos e nefastos hábitos.


14 comentários:

Naná disse...

Se beberes muito chá, mesmo que gelado não ajuda?

Experimenta gengibre e pau de canela, com uma folha de hortelã.

Melissinha disse...

Acho que vou à Iurd tentar um exorcismo.

Naná disse...

ahahahahahah...extreme measures!

Full-time Mom disse...

Come fruta, enche-te de fruta! :)

Joanissima disse...

Esbofeteia-te e lembra-te de uma coisa que tu me ensinaste. Se uma maçã não curar não é fome.

Melissinha disse...

Obrigada, Joana <3

Irina A. disse...

É uma fase que chega sempre depois de estares perto dos vinte kg perdidos.
É f***o mas resiste, não dês em comer.
Quando cheguei aos 25kgless deu-me uma fome daquelas de comer uma vaca viva, quase morri de fome.

Melissinha disse...

JÁ SÓ PENSO NO ALMOÇO.

Jo e Mila disse...

Olha Melissa talvez o que te vá dizer não tenha muito nexo, mas eu sofria do mesmo mal, e desde que comecei a fazer yoga, essa minha fome "emocional" desapareceu... Tu melhor que ninguém sabes que a fome, nem sempre é fome, mas que é tramado lutar com ela, lá isso é :-(

ouvirdizer disse...

Se estiveres em modo TPM poderá ser isso, comigo acontece todos os meses, ainda hoje....
Parece-me é que te andas a colocar uma pressão muito grande. Quando me perguntam como emagreci eu ás vezes nem sei explicar, é uma coisa que se sente, entra em nós. Por outro lado, quando penso que teno que perder peso e planeio dietas e, enfim, crio algum tipo de pressão, bolas, é quando me desgraço!
Deixa fluir, deixa de pensar nisso, a sério. (Ando a ler um livro chamado Conversas com Deus, daía a conversa meio zen, ahahahah).
Mas é a sério, cuidado com a pressão que crias em ti.
Nós somos seres estúpidos e cheios de medo por natureza. O que a Irina relatou, e outras, é verdade. Parece que há uma merda no subxonsciente, um botão que nos diz "quem és tu para quereres isso?", "Será que mereces?", "porque é que tantos não conseguem e tua achas que tens que conseguir?". Isto nos desenhos animados seria o diabo vermelho num dos ombros, na vida real eu acredito que é o acumular dos nossos medos e fraquezas a testar-nos. Aquele "quem és tu para?..." tem uma força incrível.
Falo por mim, aconteceu-me na dieta e acontece-me em outras áreas.
Pronto, já digo mais qualquer coisa. Só escrevo muito para te distrair e para não pensares em outras coisas...

ouvirdizer disse...

Não sei o que se passa comigo, farto-me de dar erros, não é erros-erros, são palavras com letras fora do sítio, teclo no botão ao lado, no teclado. A minha mãe ligou-me de manhã a dizer para ir corrigir 3 erros que tinha no meu blog... juro!
Mas não são erros de não saber, é a velocidade ao escrever. Isto porque, em cima, onde se lê subxonsciente é, obviamente, subconsciente, o x está ao lado do c...

gralha disse...

Come uma folha inteira de couve lombarda mal cozinhada, sem a cortar. Comigo deu-me direito a uma semana de gastrite, garanto que resulta! (mas não é agradável)

Ana C. disse...

Isso é tédio!

Melissinha disse...

Todo mundo tem razão, especialmente a gralha!

Agora a sério, eu controlo bem a fomiedade (termo recentemente cunhado por mim para o que eu sinto) a partir do almoço, mas, até lá, estou com uma fome permanente. Por isso, daqui por diante, vou concentrar-me em controlar a fomiedade de manhã. Se eu conquistar as manhãs, conquisto o mundo.

Ouvidizer, como disse no próprio post, tudo o que eu desejo é LIBERDADE. Odeio paranóias com comidas, calorias, exercício, peso. Queria que passasse a ser algo natural na minha vida, como as outras coisas, sem o drama associado. Talvez lá chegue, um dia.

Pensando bem, o que é que, na minha vida, não tem drama associado? Bom, mas com os outros passo bem, odeio é ESTE drama em particular.