sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Tempo de exclusividade*

O Gabriel anda a portar-se mal na escola e todos os dias fica lá a chorar. Não come sozinho, não se veste. Nem parece ele.

Vai daí que fiz uma revisão nas prioridades e decidi antecipar as férias. Acho que o meu filho, de nós três, é o que está mais precisado de descanso e de mimo e não vou fazê-lo esperar mais uma semana. Não vamos viajar na semana que vem porque o pai está a trabalhar, mas haverá muito parque, muita praia, muito comboio, muito aperto e muita beijoca. Em vez de duas, serão três semanas inteirinhas sem educadoras nem os mesmos amigos de sempre.

(Cheira-me que ainda volta para a creche pior, em setembro).

Ou seja, a menos que aconteça algo bombástico na próxima semana, como eu olhar para um calhau mais estranho, verão pouco de mim.

* título roubado descaradamente da Gralha.

5 comentários:

Ana C. disse...

É bom que os putos sintam saudades da escola e vontade de regressar a ela.
Este ano (também porque posso, não é?), a Alice está em casa desde princípio de Julho e já me anda a dizer que está com vontade de voltar.

Naná disse...

Às vezes esquecemo-nos de que eles também precisam de férias da sua própria rotina!

Ana. disse...

Eu também me ando a portar mal e também choro que me farto. Levas-me de férias contigo?!!!!!

Melissinha disse...

O Gabriel acha que as férias são um lugar! Está-me sempre a perguntar quando vamos de férias.

gralha disse...

Eles precisam (e merecem) mesmo de férias grandes. É um pilar da infância.