quinta-feira, 8 de março de 2012

Anatomia de Gabes

(Esta manhã, enquanto eu estava entre a camisola do pijama e a de rua, põe um ar muito preocupado na cara).

- Que foi, Gabriel?
- Que foi?, mãe? Que foi?
- Que foi quê, filho?
(ele aponta).
- Mãe fez dói-dói.
(cai a ficha).
- Não, filho. As mulheres como a mãe têm maminhas grandes, assim. Não é dói-dói.
- Mas o Iéu também tem.
(mostra).
- Sim, mas as do Iéu não ficam grandes, só as das meninas.
- A do iéu não faz dói-dói.
- Não é dói-dói, filho, é porque as meninas quando ficam grandes ficam com maminhas grandes.
- A do Iéu não faz dói-dói.
(suspiro).
- Não, a do iéu não faz dói-dói.
- Mas o Iéu tem.
- Tem.
- Muito pequeninas.
- Muito pequeninas.
- Sem dói-dói.
- Sem dói-dói.

(Repetir várias séries de cinco e seis)

FELIZ DIA DO DUPLO X, MALTA DO DÓI-DÓI.

3 comentários:

Ana C. disse...

Conclusão: As mamas ao léu da mãe do léu, parecem um dói-dói. As crianças não mentem.

Melissinha disse...

parecem mesmo.

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

heheheh :)