quinta-feira, 29 de março de 2012

Crónicas do encolhimento - o aniversário

É indescritível a sensação de, depois de sete anos de luta inglória contra a obesidade, entrar nos 36 com um corpo menor do que entrei nos 35. Nada nesta vida fez-me sentir tão poderosa, esta conquista (em andamento e mais lenta do que eu esperava, mas mesmo assim) de mim sobre mim., e já passei por enormes conquistas pessoais, esta não é nem de perto a única coisa que já quis mudar na minha vida. A diferença desta é que é a derradeira, a poderosa. E as pequenas (e lentas) vitórias vêm de dentro, sabem a... sabem a mim no meu melhor.

Ainda não dará para usar um vestidinho chuchu no dia 31 - isso ficará para os 37, não tenho pingo de dúvida - mas já vou tentar entrar na fase 3 das calças perdidas, as de 2005.

(Nunca deitei nenhum par de calças fora, tenho o armário atulhado de calças de cinco ou seis tamanhos diferentes, inclusive uma preta nº 40 de 2004 de que nunca fui capaz de me desfazer. Os especialistas dizem para nos livrarmos desse tipo de clutter e comprar tudo outra vez quando for emagrecendo, mas sinto que as calças estiveram lá para me lembrar que há sempre um caminho de volta para percorrer, sempre, em qualquer altura que eu decidir dar meia volta. Qualquer ponto é um bom ponto de retorno, como ouvi na Anatomia de Grey. E as calças esperaram pelo meu).

6 comentários:

Naná disse...

Eu tenho as minhas calças tamanho 38 todas à espera do "encolhimento".
Já consegui voltar a elas depois de ter usado 42 e sabes o que senti: que tinha ganho um guarda roupa novo! Mesmo que fossem calças já "velhas"... e soube tão bem!
Por ter tido a noção da sensação de prazer que tive, hoje visto de novo o 42 (malfadadamente) e tenho-as todas no roupeiro, para me lembrar que se consegui voltar a usá-las uma vez, conseguirei de novo!!!

Silvina disse...

Eu tive umas calças de ganga guardadas durante 6 anos, eram as minhas preferidas e acalentava a esperança de um dia conseguir enfiar-me là dentro. Hoje consigo, e ficam-me largas. Foi um regresso ao passado com gostinho de bem-vinda ao futuro!
Como se diz aqui "na Francia", bonne continuation para o encolhimento! :)

Fôfa disse...

Como eu compreendo, tenho o armário com calças e mini saias (sim que eu já as usei) mas não deito fora. No fundo, sempre com a esperança de um dia as voltar usar, e vou usá-las, disso não tenho dúvidas!!! Continuação de "bom trabalho" no encolhimento

Melissinha disse...

Vocês são umas queridas :D

Irina A. disse...

NÃO DEITES AS CALÇAS FORA!! JÁMÉ!!!
Calças tamanho princesa servem de incentivo.
NÃO DEITES AS CALÇAS FORA!!

Melissinha disse...

Nunca na vida tive umas calças tamanho princesa, aliás, as 40 afinal são 44 hahahahah
(Mas 44 no Brasil, cá é menos).